Hoje, vou apontar o dedo, coisa feia, eu sei mas é que ainda me encontro no processo que vou descrever a seguir.
Tenho notado que recentemente, muitas pessoas andam falando de espiritualidade, que têm elevado sua consciencia a Deus, têm praticado o bem, etc e etc.
Isso tudo é muito legal, é necessário e pode resolver diversos problemas se for praticado de fato porém, não vejo isso acontecendo.
As pessoas, antes de se espiritualizarem devem primeiro se humanizar, ora, pois é muito fácil falar de Deus e do bem, enquanto fumam um cigarro. Se uma pessoa faz isso com si próprio, que bem pode estar fazendo para os outros e para seu próprio “Espirito”, ou então, praguejam contra o mundo e pedem misericórdia a Deus enquantam se sentam e esperam um anjo ou coisa do tipo pra resolver todos os seus problemas enquanto descansam… situação complicada.
Este modelo de fé vem crescendo a cada dia, daqui a pouco bar vai ser igreja e a filosofia do “eu bebo sim ,estou vivendo” será discertada em longos livros por “mestres cervejeiros”, não aqueles que produzem a bebida mas os profetas de bar que estão “até a boca” de filosofia de vida e no “fundo do copo” com relação a amor próprio.
Não tenho nada contra os frequentadores de bar ou os que têm por habito usar alcool para se confraternizarem porém uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra, totalmente diferente e não deve ser misturada.
Percorrer o caminho é tarefa pra quem tem coragem e discernimento ou pra quem pelo menos está realmente disposto a conquistar tais atributos.
Vim com este protesto não a fim de criticar ninguem mas sim pra tentar esclarecer que no meio de quem joga basquete é complicado discutir futebol, o assunto avança pouco, caso avance e mesmo assim vai ser pouco produtivo.
E para aqueles que acham muito difícil largar vícios materiais pra se por de fato em frente a uma nova realidade pensem nisso: o que voce leva de fato pra casa depois daquela “balada loca” e de quem voce leva e, o que levam de voce? Faça listinha, garanto que o “preju” é seu!!!!! Depois disso é fácil ir se modificando, mesmo que aos poucos!! 🙂
E eu só toquei no ponto da materialidade, pra falar de sentimentos a história se alonga um tanto, se voce tem a disposição, vem comigo, mas aqui no texto eu finalizo, sei que minha luz não chega nem a um fósforo mas, pelo menos acende!!!!!

Abraço!!!!

Anúncios

Sobre Léo Nascimento

um caminhante

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s