O espírito, quando encerrado num dogma, ou em alguma descrição qualquer, por quem quer que seja que o tenha descrito, perde sua essência e passa a ser parte do homem comum. Qualquer descrição ou comparação elimina ou limita sua possibilidade.

Para o homem comum, o espírito, enquanto vivente no reino das palavras, não deve ir além da pergunta sobre sua existência.

 

escrito em 6/4/2011

 

Anúncios

Sobre Léo Nascimento

um caminhante

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s